Inspirar-Poesia, um segundo sopro

supersônicos

Por Sueli Maia (Mai) em 11/24/2009
.
Sunday em domingo barulhento derretendo ao sol. Tumulto na areia. Praia e supersônicos silenciosos no céu, rasgam a monotonia desses tempos e uma nova semana convida à alegria. Hinos que eu canto. Tiss e mais um tiss e o cuidado com a onda. Tiss é o som do lacre rompido saciando as sedes. Sigmas sibilam no ar estes múltiplos esses. Os Sssssss supersônicos ensurdecem. Mas a alegria é barulhenta, é uma menina indiscreta, moleca catando latinha na areia a brincar com o gari, bem ali outra lata a luzir. E todo corpo a bronzear brilha ao sol e os dentes reluzem em gritos de gol. São brilhantes os artilheiros e eu sorrio com o sol. Times são signos do desporto a flamular suas insígnias. Isto significa mais uma vitória e outro tiss a hidratar as bocas. Loiras a escorrer. Escudos em toalhas e sungas desfilam na areia. Domingueiras em tardes peladas e na praia há corpos expostos à camada de ozônio e uma cambada assovia sob óculos escuros. Espio e percebo beliscões em ais às coxas. Ui...E neste domingo fez sol e calor. Sundays resfriando cabeças. Insolação pede filtro. À sede um suco ou água de côco. Ciúme incendeia e água apaga incêndio. Sombra a esfriar os pés na areia. Réstia de medalhas e troféu que se ergueu. Restos de ontem que eu sibilo e silabo neste texto. E o meu assovio moleque modulou na acústica, so I cried. Ecos propagados em feixes e captados no radar. Um domingo e uma garganta, supersônicos em SOS. Gritos há muito calados são melodias que hoje o silêncio protege e novamente, monday.
.
Música:
Lulu Santos, Jorge Ben Jor, Tim Maia

26 comentários:

Simples Assim... disse... @ 23 de novembro de 2009 20:07

"Gritos há muito calados são melodias que hoje o silêncio protege..."

Eu acho bonito, muito bonito, quando eu vejo saindo do outro aquilo que ecoa fundo no meu peito, quando o outro fala (ou escreve) justamente aquilo que naquele momento é o que sintetiza o turbilhão que me percorre a alma (me lembrou "Certas Canções", do Milton). Isso acontece muitas vezes entre nós. Nos posts ou nas conversas, essa comunhão, por vezes, me faz parar e sorrir. Sorrir pra vida que ainda é cheia de pequenos milagres, mistérios não tão misteriosos assim. A vida que insiste em ter dias de domingo ensolarados e barulhentos, mesmo que à boca-pequena continue-se espalhando que ele (o domingo) não passa de um prelúdio funesto e melancólico.

Mas não era nada disso que eu pensava em escrever. Eu escrevia sobre os gritos outrora calados e que agora são melodias protegidas pelo silêncio. Essa sua frase muito bem poderia definir o momento "literário" que vivi nos últimos dias. É engraçado como depois de enfrentados e expostos à luz, nossos fantasmas podem se apresentar pateticamente inofensivos, doces até. Isso não quer dizer que vamos começar a expô-los assim sob qualquer pretexto, mas eles deixam de ser intrusos pra se tornarem companheiros de viagem, cúmplices.

Enfim, faz parte do processo, né? Acho que venho dando alguns passos, meio sem jeito, confesso, mas nunca tive muito medo de cair mesmo... rs. Bjs, querida.

P.S.: Quando puder, dá uma olhada lá no Impressões, acho que vai entender exatamente do que falei.

Caio Fernandes disse... @ 23 de novembro de 2009 20:09

o ritimo desse . vontade de entrar e nao sair .

Marcelo Mayer disse... @ 23 de novembro de 2009 20:31

uma passagem de horas mais louca que tive nos meus últimos 25 anos de vida

Beto Canales disse... @ 23 de novembro de 2009 20:43

legal

Wania disse... @ 23 de novembro de 2009 21:09

Mai querida!

Domingos barulhentos tão sonoramente descrito pelas tuas palavras! Parecia que eu estava em Copacabana, no Rio, a disputar um pedacinho de areia te lendo!

Adorei Mai!
Teu texto tem sempre swing...mesmo os chatos SUNDAYS conseguem ficar de cara linda e nova quando passam pelas tuas habéis mãos!


TISS...TIM-TIM, minha amiga!
Boa semana pra todas nós!!!

Bjão carinhoso pra ti,
Wania

Natacia Araújo disse... @ 23 de novembro de 2009 21:12

Amo a forma com que você descreve qualquer cenário e situação!
Fiquei aqui na vontade de um diazinho como esse.rs
Beijos!

Gilbamar disse... @ 23 de novembro de 2009 23:06

Simplesmente instigante e reflexivo.

Poético abraço de Gilbamar.

Tomaz disse... @ 23 de novembro de 2009 23:08

Adoro esse estilo linear aliado ao supersônico marítimo ...
Vou dar uma afastada dos blog's até terminar a facul, mas volto... certeza ! ehehe
E muito grato pelas visitas no meu blog e no Poema Dia ;)

Beijão

Lara Amaral disse... @ 24 de novembro de 2009 01:33

Nossa, fui transportada para essa realidade criada em seu texto, que parece sempre nos levar para um mundo em poucos segundos de leitura e nos trazer de volta, como se nada tivesse acontecido.

Muito bom, Mai querida.

Beijos.

Cris Animal disse... @ 24 de novembro de 2009 09:23

Mai, amei a música e a energia do post.
Bom tudo isso...tsssssssssssss....rs
Novo som !

Tem que ter a segunda-feira pra haver o final de semana!

Acho que o segredo é curtir o momento que avida nos dá com cada pedacinho de nós mesmos. Ùnica forma de não dizer: ahhhhhhhh, poderia ter feito mais!

Boa semana....beijo grande

Guará Matos disse... @ 24 de novembro de 2009 10:19

Você sabe "brincar" com as junções e faz tudo parecer um encanto profundo.
Bjs.
______
Leia também > RIO ENTERTAIMENT
http://jafogandooganso.wordpress.com

Tatiana disse... @ 24 de novembro de 2009 10:33

Olá Mai!
Saudades daqui e de você!
Acho que o barulho do mar me trouxe aqui...Daria tudo para estar em frente um um agora, sendo contagiada pelas ondas em seu ir e vir.
Acho que ali só haveria silêncio em mim... de imensa admiração!
Deixo o meu beijo carinhoso

Fábio disse... @ 24 de novembro de 2009 10:43

Esse texto fez eu lembrar de como gostava do verão.
Esse foi mesmo um domingo quente, um típico dia de verão carioca, praias lotadas, pouca roupa, muita cerveja. Times aqui do Rio fazendo a festa, faltou só um golzinho para ser perfeito.

Abraços.

Fábio disse... @ 24 de novembro de 2009 10:43
Este comentário foi removido pelo autor.
Beatriz disse... @ 24 de novembro de 2009 12:26

Adorei o texto, muito bom.
obrigada pela sua visita lá no blog, voltarei aqui mais vezes também, como o nome já diz, é inspirador.
bjs

Ricardo Valente disse... @ 24 de novembro de 2009 13:25

Praia é bom, porque tem mar, principalmente.
Gostei dos tiss e da analogia ao sunday.
Beijo e inté...

Katrina disse... @ 24 de novembro de 2009 17:08

Odeio praias, mas queria estar em alguma, nesse exato momento, depois de ter lido isso

=*

Desmanche de Celebridades disse... @ 24 de novembro de 2009 18:33

Me lembrei da angustia que sinto no Sunday depois que a partida de futebol na tv acaba. E no meu Monday que não é nada facil.

Ahhh praia, que saudades. Apesar de não ser fã.

Abraços

Fernanda Magalhães disse... @ 24 de novembro de 2009 19:40

Sol, mar, gente bonita, ciúmes...Tudo combinando num perfeito encaixe.

Perfeito!

Um abraço!

Hneto disse... @ 24 de novembro de 2009 20:36

A modorra do domingo, ao contrario do que possa parecer, muito inspira.

! Marcelo Cândido ! disse... @ 24 de novembro de 2009 23:34

Bom demais,,,
e a parada de quem sabe ler e não lê
é simples
Há gente que pega o jornal e o faz de embrulho
exemplo bom né

abraço

Nydia Bonetti disse... @ 25 de novembro de 2009 13:49

Também escrevo muito aos domingos, Mai. Faça chuva ou faça sol, tudo vira poesia. :) Muito bom!

ObS: Também não consigo comentar no Blog do Sidnei, o regnanaturae. Deve ser um problema nos templates que não são originais do blogger, será que não é isto? É uma pena...

Beijo!

Elton Pinheiro disse... @ 25 de novembro de 2009 23:27

Obrigado pelo comentário,
Abraço,
Elton

Macaires disse... @ 26 de novembro de 2009 09:31

Perfeita descrição, típica de domingo, que fica ecoando, na mente, na segunda-feira!
As lembranças do fim de semana não saem da nossa cabeça, principalmente se bem aproveitado!!!

Grande beijo, amiga!

Eurico disse... @ 26 de novembro de 2009 11:21

O Sol do Brasil!
A gente do Brasil!
Tua fala ensolarada!
A Vida é movimento!
Dia de Sol, dia de lua, dia após dia. Vida!

Abraço fra/terno.

Oliver Pickwick disse... @ 28 de novembro de 2009 15:40

Ontem, o paraíso dissimulado de Sundays. Hoje, os amenos cordéis. Mas uma coisa é certa, quem procura, acha. Quantos você imagina que conhecem a alegria de Sssssss de match 2?
Um beijo!

P.S.: Desculpe a ausência, mas tenho me ausentado com muita frequência do condado.

Postar um comentário

 

Seguidores

Links Inspirados