Inspirar-Poesia, um segundo sopro

ponto cego

Por Sueli Maia (Mai) em 4/08/2010
.
Há um lixo que em todos os sentidos, subjaz nas grandes tragédias.
.

44 comentários:

Beto Canales disse... @ 8 de abril de 2010 14:47

verdade

Lara Amaral disse... @ 8 de abril de 2010 14:47

Deve ser aquele movido para debaixo do tapete...


Beijo.

Lou Vilela disse... @ 8 de abril de 2010 15:01

...e emerge com elas.

Preciso, Mai!

Beijos, minha cara!

paula barros disse... @ 8 de abril de 2010 15:12

E se pensarmos direitinho por trás de todo o lixo, de todos, tem as mãos do homem.

beijo

Wanderley Elian Lima disse... @ 8 de abril de 2010 16:31

É, e precisamos varrer a casa.
Beijos

Rafael Belo disse... @ 8 de abril de 2010 16:56

nada fica escondido tempo suficiene linda.... vê o Sarney sendo assumindo o Brasil por 28 dias ou um M~es hehe
Beijos, talentosa.

Saulo Nunes disse... @ 8 de abril de 2010 17:25

Mai tem politico tentando se eleger na tragedia do Rio ?

Dauri Batisti disse... @ 8 de abril de 2010 18:06

O lixo do descuido, o lixo deste país feito feio pelo descuido. Há projetos para isso e para aquilo, mas onde estão os projetos para a habitação de milhões de brasileiros? As cidades brasileiras, apesar da beleza da natureza, são todas feias, enfeiadas por este descuido. Sofre quem não deve, ganha quem não precisa.

beijo

Mirse Maria disse... @ 8 de abril de 2010 20:25

Mai!

Sempre haverá lixo, o ruim e o bom.

Belíssimo, pore exemplo, o sentido que deu em sua poesia, verso!

Beijão, amiga!

Beijos

Mirse

Jacinta Dantas disse... @ 8 de abril de 2010 20:57

É Mai,
dói, em mim, pensar que em meio a toda essa tragédia, várias espécies de lixo estão de plantão para defender seus próprios interesses. Até quando?

Macaires disse... @ 8 de abril de 2010 21:25

Sim! É um lixo que causa uma repugnância tamanha, juntamente com uma inconformidade irreparável!

Mai, saudades de você!
Um grande beijo!

J. disse... @ 8 de abril de 2010 22:49

E que tristeza essas grandes tragédias! Que tristeza todo esse lixo servindo de aterro de sonhos, esperanças, vidas.

Mai, adoro você, sua escrita, seu blog.

Beijo.

reltih disse... @ 8 de abril de 2010 23:06

un gustazo visitarte.
besos

Gerana Damulakis disse... @ 9 de abril de 2010 00:19

É verdade. Disse tudo.

tonhOliveira disse... @ 9 de abril de 2010 01:47



Até a O(:mpiada
e a Copa, o "LUXO" trará o esquecimento...

:(

Luís Delgado disse... @ 9 de abril de 2010 06:22

O lixo está sempre presente... mesmo que por vezes menos visível... Outras vezes nos afrontando de forma chocante...

O mundo é assim... e sempre será...

Quando eu era criança pensava que o mundo iria melhorar cada vez mais, mas a realidade dos factos e a própria palavra de Deus nos revelam o contrário... Tenderá sempre a piorar...

Nada podemos fazer colectivamente que não possa e deva começar pela limpeza do nosso próprio lixo interior...

De que vale a pena criticarmos o lixo dos outros, sendo que vivemos tantas vezes carregados de lixo nas nossas almas?

De que adianta comentar ou julgar o mundo, sem que tenhamos uma atitude interior de verdadeira limpeza e de renovação...?

Se nos autoanalisarmos com sinceridade iremos encontrar grandes lixeiras...

Se cada um de nós fizer um esforço real para limpar o seu próprio lixo interior, mesmo que o mundo esteja infestado de lixeiras e violência, nós estaremos acima de tudo isso,. seremos mais felizes e estaremos preparados para algo único que está próximo e não cabe na mais fértil imaginação.

O importante não é que deixe de existir lixo dentro de nós, porque sempre existirá, dado que somos seres imperfeitos...

Na verdade, o que é importante, é que sejamos cuidadosos com a nossa higiene espiritual, procurando ter uma atitude de melhoria continuada, sem nos resignarmos só com o que é tentador mas não presta.

Tal como o lixo físico mata o nosso corpo também o lixo interior mata o nosso espírito.

Como está escrito, "de que adianta ganhar o mundo e perder a alma?"

Beijinhos
Luís

sidnei olívio disse... @ 9 de abril de 2010 07:47

Atrás das portas estão guardados os grandes sacrilégios. Beijo.

Assis Freitas disse... @ 9 de abril de 2010 10:33

Curto, seco e direto. Sem senões. Cheiro

Barbara disse... @ 9 de abril de 2010 11:17

Causas.
Ai! As causas!...

Léo Santos disse... @ 9 de abril de 2010 13:49

E há um certo grupo de pessoas que de certa forma tenta encobrir esse lixo!

Um abraço!

ney disse... @ 9 de abril de 2010 15:52

Disse bem. Um abraço/ney.

claudete disse... @ 9 de abril de 2010 16:03

Muito reflexiva a frase considerando as possibilidaes infinitas de contextualização. O que devemos é não submergir ao lixo e sim torná-lo um catalizador de procura do saudável, correto e digno. Te agradeço, minha querida, pelo estímulo de continuar postando. Beijos, semana feliz .

betina moraes disse... @ 9 de abril de 2010 16:07

é.


não deveria ser,


mas é.


mai, seu olhar aqui é necessário, por causa das poderosas lentes!

um beijo.

C@urosa disse... @ 9 de abril de 2010 18:08

Olá minha querida Mai, concordo plenamente, ainda mais se as tragédias são causadas pela irresponsabilidade dos nossos políticos imorais.

Paz e harmonia em sua vida,

forte abraço

C@urosa

Wilson Torres Nanini disse... @ 9 de abril de 2010 18:12

Realmente, os cacos varridos pra debaixo do tapete podem vir à tona a qualquer momento. Aqui me inspiro sempre. Belo aforismo, cheio de uma verdade verdadeira, profunamente incoveniente a tantos e tantos.

Abraços!

guru martins disse... @ 9 de abril de 2010 18:23

...é
verdade!!

bj

Ricardo Valente disse... @ 9 de abril de 2010 19:18

Fase brava.... Será fase mesmo? Castigo? Aviso para rever valores... Se não for tarde...
Beijo, guriazinha linda!

(a música sempre ótima)

Multiolhares disse... @ 9 de abril de 2010 19:18

O maior lixo existe nas mentes conspurcadas dos seres sem escrúpulos
beijinhos

Le Vautour disse... @ 9 de abril de 2010 19:35

Lindo e triste, triste e lindo. Maravilhoso. E triste...

Elcio Tuiribepi disse... @ 9 de abril de 2010 21:23

Oi Mai...andamos sumidos, mas em compensação cheguei aqui onde poucas palavras significaram o tamanho desta tragédia, mais uma que vai ficar doendo na lembrança de quem perdeu parentes e amigos, mais um contabilizada no descaso das autoridades...autoridades?
Um abraço na alma e um beijo amigo...

Márcio Vandré disse... @ 9 de abril de 2010 23:20

Seria a hipocrisia?
Um beijo, Mai!

Abraão Vitoriano disse... @ 10 de abril de 2010 00:41

mai,
mas lixo tambem vira coisas outras, e alma sobrevive de reciclagens...

beijos,
do menino-homem
agora livre mais...

fique com Deus!

Monday disse... @ 10 de abril de 2010 15:23

Então temos uma tragédia em vários níveis nessa terra, menina, municipal, estadual e federal, pois o fedor está insuportável há tempos ...

Che disse... @ 10 de abril de 2010 19:59

Tragédia anunciada... e ignorada, até vir outra, e outra, e outra...

beijinhos, querida.

Juliana Carla disse... @ 11 de abril de 2010 15:11

Olá Mai

Há quem “deixe” somente o exalar das rosas... Pura miopia para quem acredita!

Obrigada por visitar o Braille da alma.

Sigo-te!

Bjuxxx e xerooo

Walkyria Rennó Suleiman, disse... @ 11 de abril de 2010 20:25

Então, com todos os sentidos pressentimos o lixo. Olhando, cheirando, comendo, tocando, ouvindo....

E assim caminha a desumanidade.

Mas, apesar, gosto de sentir o que vc propõe.

dade amorim disse... @ 12 de abril de 2010 23:00

Verdade em estado bruto, Mai.

Um brijo.

Manifesto Interno disse... @ 12 de abril de 2010 23:51

O lixo que vem do luxo...
infelizmente o homem é escravo do lixo..
mas enquanto houver almas sensíveis para denunciá-los,
haverá esperança..

Bjs querida!


..
.

iaiá disse... @ 13 de abril de 2010 00:52

me parece que quanto mais escava, quanto mais tv tem mais lixo se produz. segue charge do latuff

http://twitpic.com/1ex1tg

Rafael disse... @ 13 de abril de 2010 02:44
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael disse... @ 13 de abril de 2010 02:45

Esse lixo é a verdade...
Bjs

tossan disse... @ 14 de abril de 2010 00:05

Linda frase de efeito.
Os políticos são estrumes, lixo é o que o povo vomita. Beijo

Lisa Alves disse... @ 14 de abril de 2010 00:19

cada um de nós é dono de uma reserva imensa de residuos.

Jorge Pimenta disse... @ 24 de abril de 2010 08:02

A simpatia e agudeza de espírito que marca as suas palavras, lá no meu viagens de luz e sombra, pôs-me no seu encalço. Já tenho tentado chegar até si, mas sem sucesso. Finalmente consegui. Bravo! Belíssimo!

Postar um comentário

 

Seguidores

Links Inspirados