Inspirar-Poesia, um segundo sopro

bucólicas...

Por Sueli Maia (Mai) em 4/07/2009

Paisagens do interior com o canto dos Melros no coreto dos jardins. Folhas espalhadas nos caminhos e entre os canteiros, colheu beijos de um casal enamorado. Na paz do ar a harmonia e o canto dos pássaros adornavam o o espaço. Fugas de tilápias nas águas e a alegria coloria o lago. Um homem largado no banco, velho como as folhas no chão. Crianças brincando descalças e nas vidraças reflexos d’ouro reluziam a despedida de um sol. Bucólicas praças são paisagens aos olhos e no verde da folhagem olhava ao redor do interior. Sinfonia dos melros são sons e sorriso.
.

Fotografia:S.Maia

20 comentários:

Sam disse... @ 7 de abril de 2009 12:17

há uma beleza escondida
E que se revela em cada entalhe
De cada fresta
Por onde entra a luz solar
por onde o vento atravessa
trazendo notícias
De quem se deixar embalar por esses cantos de pássaros
Que pousam em cantos adormecidos dos galhos estendidos com suas folhas verdes
E o encanto, fica mesmo por conta das crianças... que fazem das praças, paraísos de brincar.

(amo, amo tudo que seja verde, que tenha vida, que seja natureza)

Beijos em tua alma!

Leo Mandoki, Jr. disse... @ 7 de abril de 2009 14:24

..me fez lembrar a minha infancia mesmo distante...me lembro que brincava com meu primo dentro de um coreto igual a esse da foto..e o ambiente era bucolico e tbm de aventura...mas o curioso é que não sei onde ficava esse coreto..é algo tão distante em mim que me confundo entre realidade e sugestão imagética do post...

Diogo Caceres disse... @ 7 de abril de 2009 15:17

Paisagens assim sempre nos fazem retornar a natureza interior de nós todos!! Calma, serenidade, harmonia na diversidade... muito boa postagem!!
Que sua semana seja cheia de muita paz, abraçooooooo

Tata disse... @ 7 de abril de 2009 16:17

Antes de vir morar aqui em um condomínio fechado, morava em uma vila que tinha um coreto como esse.
Cansei de sentar no beiral dele, de beijar meus namorados nele.Até mesmo de só ficar lá, sem fazer nada apenas observando os pássaros e a tranquilidade que aquele lugar tinha, mesmo sendo em São Paulo!!!

ADOREI MAI!!!
Me trouxe lembranças ótimas!!!
bjinhos

Márcio Ahimsa disse... @ 7 de abril de 2009 17:10

Que as sinfonias continuem abrindo sorrisos, continuem abrindo caminhos, continuem traçando a trilha que vai dar na alegria...

Assim... Beijos.

Saara Senna disse... @ 7 de abril de 2009 17:12

Olá Mai querida!

NOssa essa descrição desse cenário, perfeita!
Parece que eu estava lá, eu adoooro interior, é incrível como nos da logo uma sensação de tranquilidade.

Beijo grande amigaaa e ótimo feriado pra você :)

devaneiosviscerais disse... @ 7 de abril de 2009 18:21

Mai, quanto tempo não passo por aqui. Mil perdões por isso... =/

Que bom reencontrar seus belos textos, sempre muita paz, gosto muito.

Tentarei não sumir por tanto tempo, rsrs.

Bj =)

Eurico disse... @ 7 de abril de 2009 19:35

A praça da Preguiça...Olinda. Ah, menina, tem um coreto com esse, muito antigo. E foi restaurada, revitalizada. Hoje tem uma linda pista de cooper e sob as pontes, há vitórias-régias aos montes. Pena que me mudei, faz um ano em maio. Nem desfrutei daquele paraíso.

Abraço fraterno.

Vanessa disse... @ 7 de abril de 2009 19:55

Este é um comentário convite para mais um evento sobre literatura em 18 de abril no Fio de Ariadne.
Visite o Fio amanhã, 08 de abril e, caso se identifique com a ideia, coloque seu nome na lista e concorra a um livro da Jorge Zahar Editor.

Abraço

tossan disse... @ 7 de abril de 2009 20:49

Me parece até uma praça na cidade do interior de São Paulo, Amparo lá nós sentiamos tudo isso. Voltei lá e não existia mais nada disso e nem o sorvete de manga rosa. Sumiu!
Beijo

Lan house

PALAVRAS AO VENTO disse... @ 7 de abril de 2009 23:02

Sé para dizer que ainda estou por aqui. Sentada num banco dessa bucólica paisagem, sentindo o vento, os raios do sol e a vontade de viver.
E neste exato momento desejando que consiga dormir...
bjs

Erica Maria disse... @ 8 de abril de 2009 00:23

Nossa que lindo Mai...

A tua escrita é que encanta minha alma sabe...

A faz vibrar...

Bjos no coração!

Osvaldo disse... @ 8 de abril de 2009 06:14

Oi, Mai;

Interessante, mas hoje não vou comentar crónica, mas sim o efeito que esta mesma teva para comigo.
Enquanto lia i via a foto, fui automáticamente cantarolando uma canção da minha adolescençância no Rio, cidades de muitos destes corêtos, e a canção tinha por titulo "A Praça" que se a memória não me falha, era de Ronie Von.

Tiveste o dom de me fazer viajar no tempo... Obrigado, Mai.

bjs
Osvaldo

Maria Dias disse... @ 8 de abril de 2009 07:04

Um coreto como daquele tempos em que eu era menina e brincava nas pracinhas...Tenho saudades do passado.

A musica completa esta bela nostalgia!

Beijos e bom feriado amiga.

Liene disse... @ 8 de abril de 2009 11:09

Mai,
Essa paisagem bucólica transmite uma paz... Faz viajar em lembranças!
Abraços.

Troll disse... @ 8 de abril de 2009 11:42

Vai parecer bizarro, mas essa me fez pensar no meu feriadão que virá. No quanto estou precisando de um pouco (muito) de tudo isso. *rs*

Bjos e saudades, viu?

Tatiana disse... @ 8 de abril de 2009 17:13

Lugares assim são um convite ao nosso coração e inspiração!
Suas palavras dão vida a imagem!
*
Desejo para você Mai
e todos que você ama
uma Feliz Páscoa!
Um beijo carinhoso

Multiolhares disse... @ 8 de abril de 2009 17:49

Descobri um coreto no meio dos caminhos
interiores do ser ,nessa verdejante harmonia. onde as crianças
são verdadeiras, a simplicidade impera, e o amor resplandece.
beijinhos

Danielle Macena disse... @ 8 de abril de 2009 19:49

Tava olhando seu blog e adorei...
Desda já, estou me tornando sua seguidora...

Da uma passadinha lá no meu depois...
Tava dando uma olhadinha no seu blog...
Adoreiii...
Desde já, me tornei sua seguidora...

Da uma passadinha lá no meu depois

http://segredosdedanielle.blogspot.com/

Bezerra Guimarães disse... @ 6 de setembro de 2009 17:30

Encantei-me...

Lindo!

Postar um comentário

 

Seguidores

Links Inspirados