Inspirar-Poesia, um segundo sopro

douras espumas do mar...

Por Sueli Maia (Mai) em 5/13/2009
Marés, correntes e o sol era ele que vinha, dourando com luz de horas tardias, o mar. O mar era ela vestindo com algas marinhas, sua pele. No espelho das águas, seus olhos, brilhavam sorrisos. Despiu-se abrindo botões madripérola, bem devagar. Brando, o sol penetrou com seu raio, na areia macia, o mar. Perfume de amor espraiando em bruma, o ar. Douros e mansos, fundiram-se sol em mar e espuma, deitados, rolaram n'areia.

.
Fotografia: Tossan

22 comentários:

Dany Ziroldo disse... @ 13 de maio de 2009 15:54

Oi Mai,

Um dia pretendo conhecer o mar pessoalmente... Mas, por enquanto, fico aqui me encantando com a poesia presente em suas letras ao descrever um momento tão mágico...

Tenha um ótimo restinho de semana!

bjssss!

Dany

Vivian disse... @ 13 de maio de 2009 18:19

...Oh doce mar!
Amanhecem em ti
gaivotas no olhar,
plenas de liberdade
voando em dias serenos.
Amanhecem em ti
marés azuis
e corais floridos.
Amanhecem em ti
águas profundas
águas serenas.
Amanhecem em ti
raios de Sol
que fundem-se em
tuas areias macias,
e o amor se faz nascer.
E eu, em enlevo
amanheço contigo...

Beijo, lindaaaa!!

paula barros disse... @ 13 de maio de 2009 21:10

Li, achei bonito, e fiquei pensando.

abraços

©tossan disse... @ 13 de maio de 2009 22:29

rsssss....A Paula só pensa...
Legal ver a minha foto acompanhado da bela poesia da Mai. Beijo

Liene disse... @ 14 de maio de 2009 09:52

Mai,
Um belo texto com uma bela foto. Perfeito dueto...

Grande abraço!

AnaLuísa disse... @ 14 de maio de 2009 13:50

amei a última frase (: *

joyce domingos disse... @ 14 de maio de 2009 15:11

tudo aqui é lindo e inspirador.....

bom voltar sempre^^

Ana Rita disse... @ 14 de maio de 2009 17:06

Oh Mai, que comentário tão LINDO!! Por mais obrigadas que eu diga, essas palavras nunca vão demonstrar o quanto eu estou agradecida pelos elogios que tu me dás. Vou-te ser sincera, chorei quando me chamaste bailarina. Já há tanto tempo que não "oiço" essa palavra a ser dirigida para mim. Estou-te muito agradecida. A serio.
[A DANÇA é VIDA!]
MUITO OBRIGADA. A SERIO!

Ana Rita disse... @ 14 de maio de 2009 17:08

Mais um coisa, são esses comentários que me dão mais força para escrever as minhas simples histórias. Obrigada Mai.
Beijo *

Valdemir Reis disse... @ 14 de maio de 2009 22:13

Nobre amiga Mai voltando para matar a saudade. Parabéns! Este espaço esta cada vez melhor. Bela publicação, belissimo poema, linda imagem, gostei, magnigico e inspirador, encantado. Confesso minha simpatia e admiração por seu talentoso e inteligente trabalho. Valeu ter passado aqui. Sinto-me feliz e honrado. Quero avisar que tem um “PRÊMIO” esperando por você lá no Blog, não demore! Aguardo por sua visita. Sinta-se em casa. O nosso imortal Piloto Ayrton Senna costumava dizer; "Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá." Grandioso sentimento. Honrado e feliz por sua amizade, desejo muito sucesso. Volte sempre! Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Brilhe sempre. Um ótimo e proveitoso dia de trabalho, proteção, paz, saúde, alegria e muitas bênçãos. Que a presença Divina nos oriente e dê sabedoria para o nosso caminhar. Um abraço fraterno.
Valdemir Reis

Sue disse... @ 15 de maio de 2009 11:13

Estamos com a mesma inspiração molhada...kkkkkkkkkkk

Mas acho que eu prefiro o seu mar.

Márcio Ahimsa disse... @ 15 de maio de 2009 13:22

Desses douros sorrisos, onde, aqui, poeta brisa de mar, escancara o riso que se faz preciso sempre. Desse arcabouço do viver, a poesia, vivo como bruma a plainar pelas arestas de minha alma, onde estou sempre em paz azul ou branca, como essa fécula de esperança molhada em brandeza de escrever, tua escrita, tua dita palavra desenhada pelos teus rabiscos profundos, onde meu mundo se encontra sempre achado, quase sempre perdido, quase sempre molhado: um aquário de sonhos.

Ei, querida minha, teus versos me visitam sempre como um travesseiro de dormir.

Beijos e abraços, carinho infinito.

Compulsão Diária disse... @ 15 de maio de 2009 13:30

Há poemas que vêm entre mares sem marés. Feitos ar imóvel mundo à espera de homem que o habite. Acontecem na surdina feito piscina materna.

Menino-Homem disse... @ 15 de maio de 2009 15:28

Mai,
o mar te representa como ninguém... você é onda, estrela, maresia... que bom te ter em minha vida!

carinho eterno,
beijos infinitos...

Dauri Batisti disse... @ 15 de maio de 2009 17:08

O mar é âncora para a alma de qualquer ser humano.

Um beijo.

Multiolhares disse... @ 15 de maio de 2009 18:22

O mar o por do sol dão-nos belos momentos de introspecção e fazem brotar assim lindos textos poéticos
beijinhos

Edson Castro disse... @ 15 de maio de 2009 23:25

Olá,
Belo texto e bela imagem.
Penetrante, como o raio de sol.
Parabéns.
Grande abraço.

Erica Maria disse... @ 16 de maio de 2009 02:08

Querida MAI,

Que texto sensualmente suave...lindo!!

*Aquela foto do outro blog será devidamente trocada, concordo com vc estou mto séria!!!

Bjos em teu coração lindo,

Carinho.

Cadinho RoCo disse... @ 16 de maio de 2009 20:38

Na praia do amor a areia é mais macia.
Cadinho RoCo

Mateus Araujo disse... @ 17 de maio de 2009 01:16

Que bonito!
eu babei hohho

AMUL-te
Bjo♥

Mustafa Şenalp disse... @ 17 de maio de 2009 19:57

a nice site.:)

Mustafa Şenalp disse... @ 17 de maio de 2009 19:57

a nice site.:)

Postar um comentário

 

Seguidores

Links Inspirados