Inspirar-Poesia, um segundo sopro

farol

Por Sueli Maia (Mai) em 2/23/2009
Órbitas
miríades
va
g

a
s
ima_gens
S
i
lêncio
vento da tarde sauda _de
s
o
s
se
g
o
Formula o
a
c
a
s
o
atras_a o relógio
e para o tempo
bem longe daqui
Chove em meus olhos
há dias eu guardo nas mãos
tua alma pausada na
foto
g
r
a
f
i
a
nós dois e
farol
és
miragem
par
ti
s
t
e
Fotografia e cores: Mai
Música Kirk Whalum

6 comentários:

Monday disse... @ 23 de fevereiro de 2009 14:05

Bem diferente esse, Maizita ... gostoso de ler assim ...

chove em meus olhos ... bonito verso ...

e a miragem terminou por partir ...

PALAVRAS AO VENTO disse... @ 23 de fevereiro de 2009 15:29

Lindo Mai, hoje está inspirada hein?!
Eu sobrevivo ao silêncio das palavras, mas não está sendo tão ruim.
Beijos

Elcio Tuiribepi disse... @ 23 de fevereiro de 2009 15:59

OI Mai...legal escrever também neste estilo, confesso que gosto bastante...como a monday aí em cima, gostei deste pedacim..."chove em meus olhos"
"Dos meus olhos caem chuva" eu diria...rss...esses dias li algo como ter um balde embaixo dos olhos...rss..achei super legal a expressão...continue...digo isso porque li a outra e também gostei..."Palavras não falaram
E as pálpebras
Ca

i

r

a

m

Um abraço na alma...

poetaeusou . . . disse... @ 23 de fevereiro de 2009 20:44

*
o farol
do meu olhar
escurece
no esplendor
das tuas
arquitectadas palavras,
,
crepusculares conchinhas,
te deixo,
,
*

Café da Madrugada® Lipp & Van. disse... @ 23 de fevereiro de 2009 22:16

o farol...
ilumina lugares submersos em escuridão.
E emerge as palavras mais expressivas.

A Senhora disse... @ 24 de fevereiro de 2009 09:04

Eu adoro quando voce brinca com as formas e as palavras!

Muito legal!

bjs

Postar um comentário

 

Seguidores

Links Inspirados