Inspirar-Poesia, um segundo sopro

Homo-Dignus.net

Por Sueli Maia (Mai) em 2/09/2009
Vida em sopro bafejada. Barro, maçã, homem e eu. Ouvi a criação da vida e do pecado. Morte, pó, Dante e dantes, tudo parecia calmo e 'eretus'. A sapiência do humano Sapiens, Humano? Um belo dia se faz luz - Fiat Lux. Prana e vida. Sopro e a humanidade caminha, erra, cai, levanta e não vence o medo e o humano. Homo-Dignus e ético que ama e em rede clama e ama e é mortal e teme. Há que se viver e há vida a ser vivida ainda e muita vida. E Dante? Aqui há Dante e um punhado de medo e um medo que é punhado de pó. E a vida é um nó. Vida, prana cabala...língua imperfeita fala saliva o erro e cala forma secreta cabala Oráculo e alfabeto ranhura e vida prana esponja molusco inflama mundo distante e medo grita punhado de pó mortal condição humana se renova e renasce prana vida...
...
Imagem Google

15 comentários:

Vivian disse... @ 9 de fevereiro de 2009 22:07

...e aqui estamos todos,
tentando desatar os nós.

bjus, lindaaaaaaa

Márcio Ahimsa disse... @ 9 de fevereiro de 2009 22:26

A condição humana se renasce e se renova, mesmo que para isso, querida minha, tenha de morrer de vez em quando sentado numa cadeira de frente para um ser que não fala, não come, não dorme. Lembrei de outro filme: "Os segredos do abismo".
Mas esse abismo é cria nossa, há o caminho do abraço que não procuramos, o do sorriso que não escancaramos, pois alma repleta é alma completa, e completude não rima com falta de atitude.
Acho que todos nós precisamos de mais atitude para com o outro, com nosso espelho, nosso lado carne, coração, que se estende para além fronteira de nós.

Estou gostando muito dessa sua série, viu, Mai. Você sempre inovando, sempre caminhando por um caminho de novas possibilidades. Isso eu chamo de atitude.

Beijos, querida.

Tata disse... @ 9 de fevereiro de 2009 23:53

UUFFAA!!!

Quanta intensidade !

A condição humana se renova e s regenera quase que o tempo todo!

nem que para isso precise gritar!

adorei!!
bjinhos

Maria Dias disse... @ 10 de fevereiro de 2009 07:31

Uau q música maravilhosa q vc nos presenteia Mai!Só tenho vontade de dançar agora(uma delícia!).E assim caminha a humanidade... Prefiro falar de vida e do sopro q se deu e das muita vidas q vieram depois...

Beijinhos!

Luciene de Morais disse... @ 10 de fevereiro de 2009 09:39

Importante superar os medos! Eles não vão desaparecer, mas desde que não nos paralisem, já é um bom caminho andado.
Beijo, amiga

Dauri Batisti disse... @ 10 de fevereiro de 2009 11:18

Bonito isso que você escreveu. Na net prefiro textos breves, densos, como este. Apesar que não me nego a ler os maiores quando sinto que me levam. A sonoridade ficou muito gostosa.

Um beijo.

Carla disse... @ 10 de fevereiro de 2009 12:52

vida que aqui renasce
beijos

A Senhora disse... @ 10 de fevereiro de 2009 13:27

Ravel?
Nunca tinha ouvido essa versão!

A vida já é um nó, e quando tem gente que ajuda a complicar fazendo dela um mistério insondável... é de lascar!

Beijinhos

paula barros disse... @ 10 de fevereiro de 2009 13:34

Oi, querida

Me chama a atenção a palavra medo. Ele, o medo, sempre nos ronda. De várias formas.

abraços.

Afonso disse... @ 10 de fevereiro de 2009 16:05

A condição humana renova-se sempre... Texto muito expressivo, e bonito, como sempre.

Beijinho*

Jacinta Dantas disse... @ 10 de fevereiro de 2009 16:51

Mulher, que texto denso!
E fico aqui pensando em quantas vezes são necessárias para regenerar meu Status de ser humano. E quanto preciso entender o que há de des(humano) em tudo,em todos, em mim...
Os "bichos" andam soltos, mas isso já é uma outra conversa.
Bjo

Lipe M.T disse... @ 10 de fevereiro de 2009 17:27

...Humana.

O homem se diz sapiens...mas o que mais lhe parece faltar é a sapiencia...

E essa noite eu senti você, minha irmã, dormindo ao meu lado...
Ouvindo um pouco de chuva...

Conversamos a noite toda...rimos alto, mas, engraçado, ninguem acordou...

Bom,e como é, gostar de alguem que nem se sabe o que é...
Mas te sinto...e te sinto bela, unica, te sinto eu e mim...

Sentimentos loucos...

rs


Abraços...

E tudo mais...

Ó...cuida de você, se der cuida de mim tambem...é bom ter você por perto.

Te adoro...

Lipe.

Paulisha disse... @ 10 de fevereiro de 2009 20:24

Amei!!!
Respira-se prana...respira-se vida em cada letra e em cada palavra!!!
E sem medo volto sempre às tuas palavras, que me enchem de emoções...e me fazem sentir o sopro da vida!!!
Beijinho grande

Cecília disse... @ 10 de fevereiro de 2009 21:32

Cada dia que passa você está mais intensa!!!
Adorei!

Beijosss

mateo disse... @ 12 de fevereiro de 2009 11:03

Lembro-me sempre da vida quando olho uma corrente que me prende no fim de muitos elos, de laços... de nós!
Bj

Postar um comentário

 

Seguidores

Links Inspirados