Inspirar-Poesia, um segundo sopro

trânsitos urbanos...

Por Sueli Maia (Mai) em 2/20/2009
...

Entraram mas não estavam juntos. Alguma afinidade havia entre eles, apesar de estarem sós, ali. Ao toilet ela seguiu enquanto ele acomodou-se em uma mesa ao canto. Notívagos transitam em bares, sem cansaço. Repousam ao dia a insone e etílica, noite habitual. Ela retorna no retoque do batom e os cabelos, alternando os lados, denunciam um código feminino e um desejo de acasalamento e sedução. Estranho pensar que em meio a casais enamorados, singles permaneçam tanto tempo, em solidão. Do canto ele percorre e escolhe, a sua rota de prazer daquela noite. Pernas resolutas cruzam investindo todo charme em olhar, delineado a um outro. Aquele primeiro há horas espreita a circunspecta mulher, num copo, estagnada. Desejos se cruzam confirmando que ofertas não se bastam, sem desejo e desejado anuindo ao amor. Que pensa sobre homens, a fêmea decidida? Que pensa sobre a fêmea, o homem ao canto? E o empresário solitário em litro, sustem seu olhar na mulher, ali e ausente. Que pensa ele sobre ela e o seu desejo? E ela, o que terá que decidir no copo e no amanhã? A noite abriga vidas e vidas, tem histórias.Quantas vidas e histórias há nas noites?
.
música: Diana Krall - The Look of love
.

20 comentários:

Sam disse... @ 20 de fevereiro de 2009 09:15

Querida Mai,

Essas suas palavras que nos instigam e provocam, mexem com nossa imaginação, nos remetem para tal cenário e nos faz querer adentrar nessas questões para descobrir, talvez a respostas que penetram na mente dessas personagens!

Confesso, senti aquela provocação gostosa que uma emoção causa assim, só de imaginar qual seria o final dessa história!


Beijos, queridíssima.

Sabe, adoro quando nos presenteia assim, com esses textos belíssimos e cotidianos.

A Senhora disse... @ 20 de fevereiro de 2009 09:28

Caminhei entre esses dois... E segui ouvindo seus diálogos. :)

O que não é a imaginaçào?...

Beijinhos, querida!

Tatiana disse... @ 20 de fevereiro de 2009 09:42

Querida Mai...
Estou viajando hoje para aproveitar o feriado de carnaval.
Espero que você aproveite bastante!!!.
Quando retornar venho lhe visitar!
Um beijo carinhoso

Carla disse... @ 20 de fevereiro de 2009 10:45

histórias de vida solitárias qeu se consomem na provocação de um momento!
beijos

tossan disse... @ 20 de fevereiro de 2009 15:34

A terra gira
e nem tudo muda,
pus-me a cantarolar
e sob a fantasia na vereda...
Era magia e emoção.
Brinquei, dancei,
e esbanjei energia.
Mas não tenho saudade...
Era carnaval!
*tossan

Bom descaso no carnaval
A censura está de volta...
O cesor é implacável! Bj

paula barros disse... @ 20 de fevereiro de 2009 16:29

Onde há vida há histórias, de noite, de dia, nos blogs, em cada história escrita.

E gosto de pensar nas suas histórias a minha vida.

beijinhos, bom carnaval.

Osvaldo disse... @ 20 de fevereiro de 2009 17:47

Oi, Mai;

Estou seguindo com atenção este teu conto.
É uma crónica viva e de vida, quem sabe de vivência que poderá ser a história de cada que se ebrenhe ou emprenhe nela...
Na noite há vidas com histórias mas mais que isso, há histórias de vidas que viraram história.

bjs
Osvaldo

DOCETERE disse... @ 20 de fevereiro de 2009 18:00

Delícia de escrita...
Votos de bom fim de semana e bom Carnaval.

O meu carinho

Tere

Lipe M.T disse... @ 20 de fevereiro de 2009 18:25

Mai...

Aguniado que eu tava por não poder postar...

Só entro na internet quando estou no trabalho...

E fiquei esses três dias em 'recesso'...

Sei que foi um tanto adiantado...

Mas valeu a pena...

Senti sua falta...

Bom te ver aqui denovo...

Carnaval ?!

Acho que não terei...

Por que segundo alguem que não sei quem, carnaval é a festa da carne...

Mas não da carne do boi, nem do frango, nem do peixe...

Da carne humana, trata-se do pecado carnal...

Sendo assim...

Não terei festa nenhuma de carne nenhuma...

Só festa de amor...

Será que poderei dar origem ao "amoraval" ?...

Meu carnaval (amornaval no caso) se dá durante a noite...

Festas e mais festas...

E o mais engraçado é que...

Os 'desenamorados' vão a luta, busca por prazer a dois...

Alguns muitos conseguem...

Mas de que adianta se quando acordar tudo se acabou ?!

O meu post de hoje acho que não atendeu muito as suas expectativas...

Mas...

Abraços...
Desculpas...

Te cuida dai que me cuido daqui...

Beijos.

Saara Senna disse... @ 20 de fevereiro de 2009 19:03

Ler-te é sempre bom!

" Liberta-te....
e corre em demanda da felicidade.
Deixa-te encantar pelo mar,
as aves e as flores...
e vê como todos se vestiram de festa
por causa de ti."
Emmanuel Geibel

Um beijo grande pra você :)

Café da Madrugada® Lipp & Van. disse... @ 20 de fevereiro de 2009 19:13

Que maravilhoso! Aquele mistério no ar, a sedução tomando conta...
aliás, já tomou conta, ja se fez dominante...
o que será amanhã?

Márcio Ahimsa disse... @ 20 de fevereiro de 2009 19:33

A noite abriga vidas,
abriga obrigações,
abriga canções que instigam,
abriga razões que ressucitam.
Há histórias na noite,
há vidas pelo açoite,
coito dos prazeres,
novelo de luz e sombra
que, desinência zero,
completa o sentido das coisas
apalavreadas que se desenham
pelo ser preciso, ou pelo
ser desnecessário.
A noite abriga volúptias,
abriga arte e dança
conforme a música,
de seus tantos amantes,
de seus tantos amores.
A noite é um canteiro de flores
pronto para se semeado.

Beijos, queridíssima,
com superlativo, assim mesmo.

Letícia disse... @ 20 de fevereiro de 2009 20:56

São partes de um todo, Mai? Os textos abaixo? Eu li todo o ritual e é assim. Alguém procura alguém na noite e a noite quando termina deixa a solidão ainda maior quando a caça não chega ao fim.

Cris Animal disse... @ 21 de fevereiro de 2009 00:00

Antes de mais nada, obrigada pela visita! Valeu.
Vc termina esse texto com uma pergunta: quantas histórias guarda a noite... quantos sentiemntos e o que mais me assusta; quantos julgamentos a noite já ouviu de quem apenas observava e não vivia tal momento...ow ow
rs............
Beijo e... voltarei!
..............Cris Animal

Bill Stein Husenbar disse... @ 21 de fevereiro de 2009 07:49

Excelente Carnaval repleto de animação, aromas, cor e muita festa.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Átila Siqueira. disse... @ 21 de fevereiro de 2009 10:14

E a noite continua em voga no seu blog, e seus textos continuam cada vez mais lindos e intrigantes.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

Flávia disse... @ 21 de fevereiro de 2009 10:28

Quantas vidas e histórias há nas noites?

O suficiente, talvez, para compor uma vida. Ou um enigma. Ou ambos, visto que, de fato, são um só...

Um beijo!

Elcio Tuiribepi disse... @ 21 de fevereiro de 2009 12:20

OI Mai...a pergunta no final poderia ser invertida...tipo...
Quantas noites não são preenchidas com histórias de vidas...
A música de fundo nos remete ao ambiente...bom de ouvir e bom de imaginar...um abraço na alma...

€sterança disse... @ 21 de fevereiro de 2009 12:50

Olá querida amiga, sempre arrazando com seus textos incríveis!!


trouxe um convitinho especial para vc:


Estou passando nos blogues amigos para convidá-los a participarem da Blogagem Coletiva sobre “INCLUSÃO SOCIAL” que acontecerá no próximo dia 09/03/2009.

Ficarei muito feliz de poder contar com sua participação!
Se for participar, por gentileza, deixe um recado no blog Esterança.

Desde já, muito grata!

Ester

mateo disse... @ 21 de fevereiro de 2009 15:19

Quando as palavras se aninham no contexto da noite e de um bar... "dança-se" ao som da orquestra.
E sensualmente...
Até apetece... ler como acaba. Ou não?
Brincas com o nosso voyeurismo...
Beijo.

Postar um comentário

 

Seguidores

Links Inspirados